5 dicas para ser um consumidor mais consciente

Atualizado em 28/05/21


Consumir é algo que fazemos constantemente. E, muitas vezes, nem percebemos.
Mas vamos combinar, se tem algo que precisamos abolir do nosso dia a dia é o consumo exagerado. Seja ele de água, energia, alimentos, vestuário, etc.

Por isso, existe o consumo consciente, para que possamos continuar com nossas atividades diárias e, ao mesmo tempo, diminuir os impactos de nossas ações.

Sem falar que um estilo de vida mais sustentável, além de ajudar o planeta também pode ser uma forma de economizar

 Mulher escolhendo produtos atentamenteO que é, então, um consumidor consciente?

 

Um consumidor consciente entende que qualquer tipo de consumo – seja de um produto, seja de um serviço – tem, em algum nível, impacto no planeta, na sociedade, no meio ambiente e também nas suas finanças.

Quanto mais conhecemos as consequências dos nossos hábitos de consumo e mais refletimos sobre eles, melhores escolhas tomamos na hora de fazer compras.

Por isso, hoje nós te convidamos para conhecer 5 atitudes práticas para se tornar um consumidor consciente. Confira!

1 - Preocupação em consumir de forma sustentável

Nosso consumo tem impacto nas três esferas da sustentabilidade:
a esfera ambiental, econômica e social.

Na esfera ambiental, o consumidor consciente se preocupa com o impacto no meio ambiente, priorizando a compra de empresas ambientalmente responsáveis e, também, se preocupando com o impacto gerado por ele próprio, com o uso adequado dos produtos e os resíduos gerados.

Na esfera econômica, o consumidor consciente leva em conta que algumas pessoas têm “mais necessidade de vender”, como aqueles em regiões mais pobres. Ou, mesmo, pode querer privilegiar a própria comunidade, adquirindo, sempre que possível, de produtores locais.

Na esfera social, a preocupação é com empresas que adotam práticas socialmente reprováveis (ou mesmo ilegais), como trabalho infantil, discriminação de funcionários e outras atitudes do gênero. O consumidor consciente usa suas decisões de compra como uma ferramenta para “punir” essas empresas.

 

2 - Identifique hábitos nocivos

Quem quer consumir com mais consciência precisa, antes de tudo, identificar quais são os hábitos que tem no dia a dia que impedem adotar um estilo de vida mais sustentável.

Para isso, analise a sua rotina e veja quais práticas podem comprometer o seu plano de consumir com mais consciência. Mesmo comportamentos rotineiros, como sempre deixar a luz acesa ao sair do quarto ou tomar banhos demorados, são prejudiciais a partir do momento em que aumentam as contas da casa e desperdiçam recursos valiosos, como água e energia.


3 - Saber diferenciar “desejos” de “necessidades”

Esta característica pode parecer óbvia, mas ela não é tão óbvia assim.

A linguagem persuasiva da propaganda, aliada aos nossos próprios vieses, nos leva a enxergar coisas que são “desejos” como se fossem, na verdade, “necessidades”.

Coisas que são “desejos” não são ruins e não devem ser excluídas de nossas vidas. Apenas é preciso ter consciência de que aquilo é, na verdade, um desejo (daí o nome “consumidor consciente”).


4 - Fazer pesquisa de preços e não cair em armadilhas

O hábito de fazer pesquisas de preços, tem como benefício, além da economia de dinheiro, o fato de “desacelerar” o processo de compra. Somos obrigados a parar e analisar o que estamos fazendo e, dessa forma, diminuímos a probabilidade de acabarmos comprando algo por impulso.

Um consumidor consciente sabe diferenciar uma promoção legítima de uma armadilha para ludibriar o consumidor, levando-o a acreditar que está “imperdivelmente barato”.

Quando você compra algo que não precisa, ou que não vai usar, você joga dinheiro no lixo – simples assim. Se você compra algo que não precisa “pagando barato”, isso significa, apenas, que você jogou um pouco menos de dinheiro no lixo.

“Estar barato” não é, por si só, um motivo justificável para fazer uma compra.

5 - Alugar ao invés de comprar 

Uma tendência sustentável que veio para ficar e é uma grande aliada do consumidor consciente!
Alugar ao invés de comprar resulta em economia, praticidade, menos acumulação no seu lar e de quebra você contribui na diminuição dos impactos ambientais. 

A Boomerang trabalha com os principais ítens que você precisa para realizar os seus afazeres em casa, e você paga apenas pelo tempo que usar.
Entregamos e retiramos os materiais que você escolher, super fácil e prático.

Não compre, alugue! 

Fique atento às suas escolhas, dê adeus à tentação das compras por impulso e dê a sua contribuição para um futuro mais sustentável!